Não deixes a culpa entrar

Não deixes a culpa entrar

A culpa é uma besta.

É um peso sempre maior do que conseguimos gerir.

Convence-nos de que somos incompetentes e ao mesmo tempo de que temos o super poder de estragar tudo.

Faz-nos esquecer de tudo o que aprendemos e ao mesmo tempo não pára de nos lembrar do nosso erro.

Tem um poder de corrosão invisível que lixa cada um que se deixa apanhar na curva.

A diferença entre a culpa e a responsabilidade é que a culpa paralisa. A culpa não te deixa andar para a frente porque te torna menor. Porque espera de ti que não consigas, e afasta-te do caminho de mudança e esperança.

Não deixes entrar na tua boca, na tua cabeça e no teu coração essa palavra. Ajuda os teus olhos a verem mais e melhor.

Em ti e no outro.

Pratica a compaixão e permite-te crescer e andar. E errar, certamente.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *